RUI SANCHES

Rui Sanches nasceu 1954 em Lisboa, onde vive e trabalha.

 

Estudou na escola Ar.Co em Lisboa, no Goldsmith College em Londres (BA, 1980).
R. Sanches continuo os seus estudos na Yale University onde finalizou com o Mestrado (1982).

 

Rui Sanches é um dos escultores portugueses mais importantes da cena contemporânea portugesa. Nos anos 80, do século XIX foi um dos protagonistas do Pós-modernismo: viveu longas temporadas em Londres e Nova Iorque, fazendo parte das respectivas cenas artísticas. Os seus trabalhos reflectiam as tendências desconstrutivistas e experimentais daquela altura. Destacam-se as referências à história de arte e seus ícones, bem com o uso de objectos industriais e do dia-a-dia.
Posteriormente R. Sanches deu mais atenção à sensualidade e fisicalidade do corpo humano, criando formas antropomórficas. Assim, as suas esculturas, normalmente construídas a partir de um “empilhamento de camadas finas de contraplacado”1 começaram a desenvolver-se no sentido de serem estruturas mais complexas, propondo topografias e paisagens abstractas. Um dialogo entre o impulso analítico e a tensão inerente ao material orgânico.

 

Apresentou a sua primeira exposição 1983 no Ar.Co, bem como várias exposições individuais e colectivas em Portugal e países como: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Canada, China, Espanha, França, Itália, Japão e Ucrânia. A sua obra encontra-se representada em algumas das colecções portuguesas e internacionais mais importantes, como por exemplo no CAM/Fundação Calouste Gulbenkian, no Centro Cultural de Belém, no Parlamento Europeu e no Banque Privée Espírito Santo em Lausanne, Suíça.
 

Em 2008 foi-lhe atribuído o Prémio AICA/Ministério da Cultura.

Rui Sanches

Sem Título (porta entreaberta 2), 2013
Escultura feita de madeira, ferro e barro, dimensões variáveis

© Frederico NS, 2013

 © 2020, Galeria Belo-Galsterer

Rua Castilho 71, RC, Esq. - 1250-068 Lisboa - Portugal

  • Ícone do Facebook Cinza
  • Ícone do Instagram Cinza